4 fatos sobre a princesa Diana (para se inspirar)

0
312
Imagem: Reprodução.

No dia 31 de agosto de 1997, o mundo ficou chocado com a morte da princesa de Gales. O carro de Diana se chocou em um viaduto, durante uma perseguição por paparazzis. Ela tinha apenas 36 anos de idade.

Após 20 anos da tragédia, Diana é lembrada até hoje por suas ações e estilo.

1. Diana ajudou várias instituições de caridade

Imagem: Stock photos.
Imagem: Stock photos.

No total, Diana ajudou mais de 100 instituições de caridade, e chegou a ganhar o Prêmio Nobel da Paz meses após a sua morte, por conta de uma dessas entidades. A viagem mais célebre da princesa aconteceu no ano de sua morte. Em 1997, Diana partira para a Angola com a missão de aumentar a consciência sobre a campanha de remoção de minas terrestres, promovida pela Cruz Vermelha Internacional na época. Uma das orientações da princesa era que suas visitas deveriam ser mantidas em segredo da mídia, para que ela pudesse visitar as pessoas que estavam doentes e machucadas sem perturbações.

Apesar da morte de Diana, seus trabalhos filantrópicos prosseguem por meio do Fundo da Princesa de Gales, o qual, estabelecido após sua morte, tem uma meta simples e objetiva: garantir que as organizações que ela apoiava continuem recebendo o apoio que merecem.

2. Diana lutou contra o preconceito em relação à AIDS

Durante a década de 1980, a Aids aterrorizava o mundo. E Diana foi uma das primeiras pessoas a lutar contra o preconceito em relação à doença. Em 1987, a princesa abriu a primeira unidade de HIV/Aids construída pelo Reino Unido que cuidava exclusivamente de pacientes infectados com o vírus, no London Middlesex Hospital.

Imagens: Getty Images|Instagram| Reprodução|DailyNews.
Imagens: Getty Images|Instagram| Reprodução|DailyNews.

Em frente à mídia mundial, Diana cumprimentou um paciente que sofria com a doença sem usar luvas, desafiando publicamente a noção equivocada de que o vírus era transmitido pelo toque. Com este gesto, a princesa ajudou a reduzir o estigma e fazer o mundo ter conhecimento sobre a doença. “O HIV não torna as pessoas perigosas. Você pode apertar a mão deles e dar-lhes um abraço. Deus sabe que eles precisam”, disse ela na época.

3. A princesa também tinha vários problemas pessoais

Algumas crônicas autobiográficas da princesa evidenciam batalhas pessoais que ela teve que enfrentar durante os primeiros anos de seu casamento com o príncipe Charles. Charles e Diana se separaram oficialmente em 1992. Foram quatro anos até o processo de divórcio ser finalizado.

Príncipe Charles e princesa Diana. Imagem: Reprodução.
Príncipe Charles e princesa Diana. Imagem: Reprodução.

Em 1995, durante uma entrevista à BBC, Diana admitiu que havia cometido adultério durante o casamento. Ela contou ao mundo que esperava ainda poder ser uma rainha no coração do público, mesmo que na realidade não pudesse ascender mais ao trono da Inglaterra no futuro. Quando o divórcio acabou, em 1996, ela perdeu o título de ‘Sua Alteza Real’, embora oficialmente ainda fosse a Princesa de Gales. Charles eventualmente também assumiria seus affairs.

Princesa Diana com os filhos: príncipes Harry e William. Imagem: Reprodução.
Princesa Diana com os filhos: príncipes Harry e William. Imagem: Reprodução.

Diana também lutou com problemas de saúde, como distúrbios alimentares e tentativas de suicídio. Mas, apesar dessas questões, a princesa conseguiu ser uma mãe amorosa.

4. Até hoje, Diana é um ícone da Moda

Casamento princesa Diana e príncipe Charles. Imagem: Reprodução.
Casamento princesa Diana e príncipe Charles. Imagem: Reprodução.

Os looks da princesa Diana ainda são inspirações para muitos estilistas. Uma de suas roupas icônicas foi o seu vestido de casamento. A peça tinha mangas bufantes, saia rodada, 10 mil pérolas e véu com 7,5 metros de comprimento. Com a cara dos vestidos de noiva exagerados, típicos da década de 1980, este modelito foi bastante copiado.

Princesa Diana com o vestido
Princesa Diana com o vestido “Travolta”.

Outro vestido marcante foi usado por Diana durante um jantar oferecido a Ronald Reagan, na época presidente dos Estados Unidos da América (EUA), em 1985, na Casa Branca. O modelo de veludo azul-escuro e ombros a mostra foi apelidado por “Travolta”, pois, nessa ocasião, a princesa dançou a música ‘You Should Be Dancing’ com John Travolta. A canção é tema do clássico ‘Os Embalos de Sábado à Noite’, estrelado pelo ator.

Diana escolheu seu anel em um catálogo de joias

Embora os anéis de noivado da família real sejam desenhados com exclusividade, Diana decidiu quebrar o protocolo. A noiva, que tinha apenas 19 anos de idade no período, selecionou um modelo com uma safira oval de 18 quilates cercada por 14 diamantes de um catálogo de joias da marca Garrard. Com isso, qualquer súdita com muito dinheiro poderia ter um anel igual ao da princesa.

Imagem: Getty Images|Tim Graham.
Imagem: Getty Images|Tim Graham.

Diana teria se encantado com peça porque a pedra tinha a cor de seus olhos. Atualmente, o anel está com a duquesa Kate Middleton, desde que anunciou seu noivado com o Príncipe William em 2010.

A princesa é tema para uma coleção de verão 2018

Diana foi anunciada como tema de Virgil Abloh para a coleção verão 2018 da Off-White. Ainda, looks de fashionistas como Kendall Jenner e Giovanna Battaglia refletem tendências já usadas pela princesa há muitos anos.

Moodboard de Virgil Abloh para o Verão 2018 da Off-White. “Uma mulher, 40 looks Off-White em preparo para setembro”, escreveu o designer em seu Instagram.
Moodboard de Virgil Abloh para o Verão 2018 da Off-White. “Uma mulher, 40 looks Off-White em preparo para setembro”, escreveu o designer em seu Instagram.

Tanto no comportamento em relação à sua generosidade e disposição em ajudar o próximo, como no seu estilo fashionista, Diana continua sendo inspiradora para muita gente ao redor do mundo.

Com informações da BBC, Uol, Areah e Metrópoles

Sem comentários

LEAVE A REPLY