8 curiosidades sobre o Feng Shui

0
971
Reprodução.

Nossa casa necessita de cuidados, ela precisa ser zelada com carinho e delicadeza. E, muitas lições do Feng Shui, técnica chinesa, ajudam a colocar em prática ações que podem tornar o lar mais harmonioso.

Adriana Di Lima, especialista em Feng Shui Clássico ou Tradicional e consultora de Feng Shui no Senac de São Paulo, respondeu algumas dúvidas sobre esta arte milenar chinesa. Confira!

O que é Feng Shui?

Adriana: O Feng Shui tem sua origem há pelo menos três mil anos. Literalmente, Feng significa vento, e simboliza a força da energia vital. Shui significa água, e simboliza sabedoria. Feng Shui é uma técnica de harmonização ambiental, estudo e análise dos locais, considerando sua força e fluxo energético, direções, tanto do ambiente interno quanto do externo.

O Feng Shui faz parte de alguma religião?

Adriana: Não. O Feng Shui apenas traz como referência o Taoísmo, que é uma tradição filosófica e religiosa chinesa que tem como conceito chave o Tao (que pode significar “caminho”).

Reprodução.
Reprodução.

Quais as características fundamentais do Feng Shui?

Adriana: Muito se fala sobre a técnica de harmonização de ambientes, organização espacial, fluxo de energias, equilíbrio de formas e cores, mas o Feng Shui é antes disso tudo elevação de consciência do Ser através de seu comportamento com o meio em que vive, buscando equilíbrio, cooperação e respeito com as forças da natureza.

Como aplicar o Feng Shui na decoração de um ambiente?

Adriana: A aplicação do Feng Shui dentro de um ambiente considera o equilíbrio de móveis, cores, tamanhos, materiais e objetos inseridos no local, ainda organiza o espaço de modo que haja um bom fluxo de energia. Para isso, são utilizados dois conceitos fundamentais: energia e equilíbrio através do Yin e Yang, entre outras técnicas que podem contribuir para deixar um local harmonizado.

Quais benefícios o Feng Shui pode proporcionar?

Adriana: As condições e aplicações que você emprega em seu local de trabalho ou sua casa refletem diretamente em seu modo de sentir, perceber, vivenciar e enxergar as experiências de seu cotidiano. Nesse sentido, o Feng Shui, quando bem empregado, possibilita criatividade, estímulo renovado, novos olhares e novas referências que você carrega e emprega em seu dia a dia. Podemos dizer que é um facilitador de oportunidades, quando o indivíduo o emprega com consciência e responsabilidade.

Reprodução.
Reprodução.

Qual a função das cores no Feng Shui?

Adriana: As cores podem contribuir para deixar um ambiente mais leve, vivo, agradável e adequado em cada espaço analisado. A cor vermelha, no entanto, deve ser usada com cautela, pois há influências de outras categorias quando utilizada.

Reprodução.
Reprodução.

Qual a função do espelho no Feng Shui?

Adriana: Os espelhos nos servem para ampliar espaços e, ainda, devem refletir imagens que desejamos para dentro do local. Cada lugar deve ser analisado particularmente. Regras não são muito adequadas quando empregamos o Feng Shui. Há apenas o cuidado para que o espelho não sirva como refletor de imagens inadequadas, que causam uma sensação desagradável, por exemplo, imagens de fora do imóvel, como uma antena ou um galho de árvore quebrado refletindo para dentro da casa.

Há algum indício científico que sustente os fundamentos do Feng Shui?

Adriana: A metodologia do emprego do Feng Shui é altamente empírica, com resultados baseados na experiência de quem o emprega. Ainda, há bases da ciência da Astrologia Oriental que o sustenta e contribui em seu uso e aplicação.

É importante salientar que o Feng Shui sozinho não muda a vida de ninguém. Cada vez mais, a responsabilidade e a consciência do homem são grandes fontes que provocam mudanças e transformações naquilo que se pretende. Porém, o conhecimento e a aplicação do Feng Shui possibilita a compreensão de que, com o seu auxílio, há um caminho que pode ser trilhado havendo força de união em qualquer área da vida, e não de separação.

Sem comentários

LEAVE A REPLY