Bonecas que educam e conscientizam

0
393
A artesã Drika produz e vende bonecas de pano (Fotos: Raíssa Morais)

Boneca. Qual imagem lhe veio à mente quando você leu a palavra boneca? Estamos bastante acostumados com aquelas tradicionais bonecas conhecidas pela pele clara, cabelos loiros, olhos azuis e cintura fina, apesar do setor de brinquedos ter investindo cada vez mais na diversidade de modelos.

Mas a imagem que me veio à cabeça quando li a palavra ‘boneca’ foi a de um novo tipo de bonecas de pano. Estou falando das bonecas confeccionadas pela artesã Drika Maria com a finalidade de incluir as minorias e representar, de fato, as mulheres brasileiras. Ela é artista visual formada pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e acredita que a ausência de bonecas que tragam a ideia de representatividade social dentro de um país miscigenado, como o Brasil, é algo sem sentido e, por isso, é preciso fazer algo diferente para representar e incluir.

“Isso tem que começar na base. É preciso mostrar um brinquedo afirmativo e representativo na infância. No mercado tradicional, não vemos brinquedos com características do povo negro”, lamenta a artesã.

Bonecas possuem características predominantes na mulher brasileira (Foto: Raíssa Morais).

Pele negra em todas as tonalidades, corpo corpulento, cabelos crespos e cacheados, pintura facial com características bem representativas como nariz largo, boca carnuda, olhos grandes e um lindo sorriso. Essas são as principais características encontradas nas criações de Drika, as quais são admiradas por crianças que se reconhecem nas bonecas.

“Ver uma criança se reconhecer na boneca e falar que se sente representada por ela, não tem preço! Além disso, recebo muitos elogios que me impulsionam a nunca parar e buscar sempre aperfeiçoamento. Esse trabalho é uma grande terapia para mim”, comenta Drika ao acrescentar que, em breve, dará início a produção de bonecas indígenas.

A confecção das bonecas para a venda começou em 2017. Na produção, Drika conta com ajuda de sua mãe. São produzidas cerca de 20 bonecas por semana e de 60 a 30 por mês. “A produção delas é com uso de máquina de costura e todo o acabamento é manual. Colocação de cabelo fio por fio, pintura feita a mão e a embalagem também é feita manualmente, por isso leva algum tempo para ficarem prontas”, explica a artesã.

Material não oferece riscos às crianças
Materiais usados na produção são malha de algodão e enchimento antialérgico (Foto: Raíssa Morais).

O material utilizado é básico. Malha em algodão para o corpo, tecidos em algodão (estampas coloridas e alegres) como chita e tricoline para roupa. “Uso material sintético para os cabelos e tinta para tecido para a pintura facial e enchimento anti alérgico para o corpo. Para finalizar uso um perfume de morango nas bonecas, afinal elas merecem ser perfumadas”, completa.

Sem comentários

LEAVE A REPLY