Encontro de Folguedos começa nesta quinta-feira (24)

0
199
João Cláudio Moreno abrirá a noite no palco “De Repente”. (Foto: Divulgação)

Uma grande festa da cultura popular. O 41º Encontro Nacional de Folguedos, que acontece de 24 a 27 de agosto, na Vila Olímpica do Albertão, vai reunir o repente, grupos afros, quadrilhas, capoeira, dança e muita música. A festa começa nesta quinta-feira (24), a partir das 19 horas, com apresentação dos grupos no palco “Cordel Encantado”. No palco “De Repente”, onde acontecem os shows, quem abre a noite é João Cláudio Moreno.

Com uma sanfona nas mãos, o piripiriense interpreta – com maestria – a obra de Luiz Gonzaga, e de outros artistas como Caetano Veloso e Alcione. No palco, a música se mescla à contação de ‘causos’. Na última edição dos Folguedos, João Cláudio dividiu o palco com a Orquestra Sinfônica de Teresina, abrindo o evento com a “Cantata Gonzaguiana”. A 41ª edição dos Folguedos, cujo tema é “Cordel – o Piauí em Versos”, faz uma homenagem aos mestres do cordel e a todas as manifestações da cultura popular.

Depois de João Claudio Moreno, quem sobe ao palco é a banda Cavaleiros do Forró, que surgiu em 2001, em Natal-RN, e hoje possui três CDs gravados. O último CD, intitulado “Quatro Estilos”, foi gravado em 2003. No ano seguinte, a banda presenteia os fãs com a gravação dos clipes de seus maiores sucessos. No mesmo ano, os Cavaleiros do Forró perdem, num acidente fatal, o vocalista e o guitarrista da banda. Depois de um tempo fora do cenário musical, o grupo se reestrutura e volta aos palcos.

Banda Cavaleiros do Forró também animará a festa.(Foto: Divulgação)
Banda Cavaleiros do Forró também animará a festa.(Foto: Divulgação)

Também do Rio Grande do Norte, Giullian Monte, que já dividiu palcos com grandes artistas como Capilé, Adônis Antônio e a banda Mauricinho do Forró. Em 2007, Giullian Monte decidiu iniciar o seu próprio projeto musical. E foi assim que surgiu uma das bandas mais famosas do estado, a Deixe de Brincadeira – também conhecida como DDB. Sempre exaltando o regionalismo e os costumes marcantes da cultura popular potiguar, o próprio nome da banda é uma homenagem ao estado. Isto por se tratar de uma expressão bastante utilizada no Rio Grande do Norte. Entre suas referências musicais, Giullian Monte se espelha em cantores como o mestre Dominguinhos e Dorgival Dantas.

GiullianMonte

A banda piauiense Kangas do Forró também se apresenta no primeiro dia de Folguedos. No palco “Cordel Encantado”, quem abre a programação é o grupo afro cultural Ilê Oya Tade. Quem ainda se apresenta é o Bumba-meu-boi Mimo de Santa Cruz, a capoeira Ginga Piauí, a quadrilha junina Arrocha o Nó, dentre outros grupos.

Como aconteceu nos dois anos anteriores, haverá concurso de grafite com premiação de R$ 3 mil para o primeiro lugar, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro. Os trabalhos serão julgados por artistas renomados na área. Quem quiser conferir o artesanato piauiense pode dar uma passada na Feira “Embolada”, onde estarão os stands de vendas. Para a criançada, tem o parque de diversões “Ciranda Cirandinha”.

Uma das novidades para este ano é a realização do XV Festival Regional de Quadrilhas Juninas – Nordestão, que traz a Teresina grupos de vários estados nordestinos, como Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte e Sergipe. O 41º Encontro Nacional de Folguedos é uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e Sistema de Incentivo Estadual à Cultura (Siec).

Sem comentários

LEAVE A REPLY