Facebook em parceria com o CVV lança ferramenta de prevenção ao suicídio

0
255

Desde a última terça-feira (14) os usuários do Facebook no Brasil passaram a ter acesso a uma nova ferramenta para prevenção de suicídio. O projeto, desenvolvido em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV), leva em consideração que pessoas contemplando a ideia de suicídio podem emitir sinais de alerta em suas publicações nas redes sociais.

Com a nova ferramenta, amigos podem intervir de forma mais direta nesses casos por meio do novo recurso, que já estava disponível nos Estados Unidos e Austrália e, agora, foi lançado globalmente.

Funciona assim: ao perceber que um amigo postou um conteúdo que possa indicar uma tendência ao suicídio ou automutilação, o usuário pode escolher “denunciar a publicação”, clicando naquela setinha no canto direito superior do post.

O Facebook perguntará o que está acontecendo e a resposta deve ser: “acredito que não deveria estar no Facebook”. Depois, a questão é “o que há de errado”, quando o usuário poderá escolher uma opção relacionada ao suicídio.

Aquele que fez a postagem alarmante receberá, então, uma mensagem em seu Facebook avisando que um de seus amigos está preocupado com ele (sem identificar quem fez a denúncia), oferecendo algumas opções possíveis: enviar uma mensagem a um amigo, conversar com um agente do CVV pelo telefone, chat ou e-mail ou ainda receber dicas do que fazer.

fbsuicidioA própria pessoa que denunciou a publicação também receberá uma lista do que pode fazer: oferecer ajuda ao amigo, conversar com outros amigos e ver dicas de como abordar o assunto com a pessoa.

Para dar conta de um possível aumento da demanda pelo CVV — que oferece um serviço de prevenção de suicídio e dá apoio emocional a pessoas que precisam conversar por meio de telefone, chat online, e-mail, Skype ou pessoalmente — o Facebook contribuirá com a organização oferecendo publicidade gratuita na rede social para o recrutamento de novos voluntários.

A Central de Ajuda do Facebook também tem páginas com dicas para quem está pensando em suicídio ou automutilação e para quem quer encontrar um serviço de combate ao suicídio.

Com informações do g1

Sem comentários

LEAVE A REPLY