Mãe faz sucesso em rede social com postagens sobre o dia a dia com os filhos

0
781
Danielle Sobreira, de 28 anos, mãe do Lucas Juan (8 anos), Alda Beatriz (3 anos e meio) e João Nicolas(2 anos).

Despertar. Acordar o filho. Fazer o café da família. Limpar a casa. Lavar. Passar roupas. Fazer almoço e ainda atualizar um IG. Você acha que é fácil? Poderia até ser, caso fosse apenas um filho, pois todas as tarefas (as citadas e outras mais) poderiam ser feitas ou adiantadas no momento em que ele estivesse na escola. Mas, esse não é o caso. Não mesmo!

A mãezona homenageada de hoje tem três filhos e consegue realizar todas as tarefas de mãe e as de não mãe também, com aquela eficiência que só mãe tem. Sabe qual o segredo dela? Ela tem muuiitaaaa disposição e acredita nas coisas realizadas com amor. Basta acessar seu IG, o badalado @mamae_surtou, para perceber que quando ela se permitiu ser mãe, descobriu que os filhos são os melhores presentes que poderia ter.

@mamae_surtou
Lucas Juan (8 anos), Alda Beatriz (3 anos e meio) e João Nicolas (2 anos).

A protagonista da nossa história é a Danielle Sobreira, de 28 anos. Ela é mãe do Lucas Juan (8 anos), Alda Beatriz (3 anos e meio) e João Nicolas (2 anos); esposa do Neto Sobreira e ainda estudante de Gastronomia.

Para conciliar a vida de mãe, dona de casa, esposa e estudante, Danielle tem uma rotina bem corrida e cansativa, porém gratificante. “Não vou mentir e dizer que é fácil, é bem cansativo. Aproveito a manhã, entre uma mamada e outra da minha bebê, para limpar a casa, lavar e passar roupas e fazer almoço. Tudo até as 13h, que é o horário em que o João Nicolas (2º filho) está na escola”, comenta.

Terminada a jornada do período da manhã, vamos para os afazeres da tarde, que são bem mais prazerosos. “Nessas horas me dedico só às crianças, ensinar tarefas, brincar, dar e receber carinho, sem esquecer do marido e dos estudos. Esses dois últimos apenas na parte da noite e aos finais de semana, pois o marido passa o dia no trabalho”, acrescenta a mãe.

Danielle Sobreira ainda tem o grande desafio de sempre estar presente na vida do Lucas Juan (seu 1° filho). Ela o teve na casa dos pais e era mãe solteira. Até aí tudo bem, o problema foi quando ela resolveu casar e o apego do filho pelos avós e vice-versa, gerou uma complicação. “Meus pais não queriam se separar dele, ele não queria largar os avós, e eu trabalhava o dia todo e estudava a noite. Como não tinha com quem deixá-lo, acabou que a melhor opção foi deixar ele lá, mas estamos sempre juntos”, disse.

@mamãe_surtou

@mamãe_surtou
Danielle Sobreira e a fofura da Alda Beatriz.

Entre uma tarefa e outra ou até mesmo durante as tarefas, Danielle alimenta o IG @mamãe_surtou. Ela conta que seu insta surgiu após ter sido criticada por ter engravidado pela 3° vez e, por conta disso, ter deixado de trabalhar (momentaneamente para se dedicar a gestação).

“Toda vez que eu falava que tinha limpado a casa ou lavado roupas, uma pessoa me atacava com críticas e calúnias, daí resolvi fazer o IG e mostrar um pouco do meu dia a dia. Dessa forma, eu rebato educadamente as críticas”, revela.

Além de rebater as críticas, Danielle auxilia outras mães, que recebem dicas valiosas para facilitar o dia a dia com a família. A aceitação do público com os posts da mãe é tão boa que, a princípio, o IG teria uma vida curta, de poucos meses, mas este prazo foi estendido.

@mamae_surtou
João Nicolas e Alda Beatriz (filhos mais novos de Danielle).

“Fui ganhando seguidores, fazendo amizades com as seguidoras que adoravam as dicas e que acompanharam minha gestação. Hoje, o foco do IG é mostrar como funciona a vida de uma mãe dona de casa, com dicas a respeito da maternidade, truques de limpeza, dicas de produtos que compro, roupas e passeios para fazer com as crianças”, elenca.

As seguidoras encontram no @mamãe_surtou dicas para facilitar o seu dia a dia na faxina ou com seus filhos. Muitas delas trabalham fora e o tempo é bem curto para cuidar da casa.

“Nesta semana, uma amiga me disse que toda vez que está pra baixo, sem ânimo para cuidar da casa, ela entra, dá uma espiada no @mamae_surtou e rápido se anima. Me diz como não seguir em frente recebendo esse tipo de mensagem”, comenta emocionada.

Amor de mãe

Na primeira e segunda gestação, a mãezona teve que abrir mão dos estudos. Depois do nascimento do João, ela voltou a estudar, e como estava casada (tinha alguém para lhe ajudar financeiramente), teve o privilégio de poder se dedicar só a ele por um tempo.

Em sua outra gestação, a mais recente, ela teve que deixar de trabalhar e estudar novamente, para evitar complicações durante a gravidez. Mas Danielle já está organizando sua volta ao mercado de trabalho e, em agosto, suas aulas iniciam.

@mamae_surtou
Lucas Juan (mais velho) e Alda Beatriz (mais nova).

Mesmo tendo essas pausas em momentos importantes da vida, os conselhos de mãe para mães, dados por Danielle, são lindos demais e cheios de amor. Ela sugere que as mães vivam intensamente essa nova vida, pois não existe coisa melhor do que ser mãe.

“Imagine a minha satisfação em saber que aqueles pequenos são pedaços de mim, que eu alimentei, ensinei a falar, andar… Só um filho sabe arrancar um sorriso quando você esta triste, preocupada. É mágico, apesar de tudo. Em termo de dificuldades, acho que as maiores são os palpites, pois o povo gosta de se meter na maneira em que você resolve criar, educar seus filhos. O resto deixa de ser dificuldade diante da satisfação de ver a evolução de meus filhos. Toda batalha se torna pequena se for em prol deles”, destaca.

NADA DE REGRAS!

@mamae_surtouSe você acha que existe um manual de instruções para lidar com as crianças, está enganado. Pelo menos a Danielle não adotou nenhum. Para ela, não existe técnicas especiais, o que deve existir é dedicação.

Quando seus filhos estão em casa, ela esquece de todo o resto para se dedicar somente a eles. Afinal, essa fase passa muito rápido e logo logo eles vão estar bem independentes e sem querer aquele grude de mãe toda hora.

“Não temos regras, a não ser em termos de alimentação na hora certa e com alimentos adequados, ou na tentativa de ensinar a parte de organização (não vai mais brincar, pois tem que guardar os brinquedos)”, diz.

Sem um manual e com muita disposição, o dia de Danielle começa cedo. Ela faz o café da manhã, arruma o filho para escola, cuida da casa (escolhe dois cômodos por dia para faxina pesada e os demais vai mantendo sempre limpos). A tarde brinca com os filhos. E a noite, depois que o marido chega do trabalho, ele fica com a bebê (caso esteja acordada) e é dado sequência as tarefas, banhar, jantar e dormir.

 

Sem comentários

LEAVE A REPLY