Socorro. Meu filho não come!

Entenda algumas das razões que podem dificultar a alimentação das crianças no dia-a-dia

0
228
Imagem: Shutterstock/Oksana Kuzmina

Muitas vezes, a hora da alimentação se torna um dos grandes pesadelos para os pais, pois com o crescimento dos filhos, a recusa por alguns alimentos acaba se tornando frequente no momento das refeições.

Vale destacar que antes de tomar alguma medida para melhorar a alimentação do seu filho, é preciso perceber e identificar quais são seus momentos de saciedade e de fome, para poder respeitar a individualidade e necessidade de cada criança.

Imagem reprodução
Imagem reprodução

De acordo com a nutricionista Jamilla Ibiapina, uma das maiores dificuldades na hora da alimentação infantil, é decorrente dos hábitos dos próprios pais, que possuem rotinas alimentares sem horários definidos, além de consumir alimentos pobres em vitaminas e nutrientes, como os industrializados.

“Não devemos condicionar a alimentação e dispor de artifícios,como celular, Tv, jogos entre outros brinquedos para distrair a criança. O momento da refeição deve ser respeitado e desfrutado pela criança, afirma a nutricionista”.

De acordo com pesquisas, três fatores também se destacam quando o assunto é rotina alimentar das crianças, são elas: A novidade, onde os novos alimentos podem causar estranhamento para as crianças pelo cheiro ou mesmo o sabor, justificando assim a recusa na hora da alimentação.

Family-Eating2
Imagem reprodução

O segundo fator fica por conta da falta de apetite pela repetição na hora de oferecer o alimento. A diversificação alimentar é um ótimo aliado para os papais de plantão fazerem seus filhos descobrirem novos sabores e ter diferentes opções no cardápio.

O terceiro fator é aquele momento onde a criança pode estar simplesmente “testando” a sua recém-independência e os seus limites, algo que faz parte do processo de crescimento e que tem que ser gerido pelos pais.

Imagem reprodução
Imagem reprodução

Jamilla Ibiapina aponta que o auxílio do nutricionista é fundamental neste processo de melhoras na alimentação infantil, pois o profissional irá auxiliar aos pais, apresentando possibilidades de mudança de hábitos e ajudando a inserir e/ou retirar alguns alimentos da rotina. Apresentando receitas mais criativas e atrativas, mostrando os benefícios de uma alimentação saudável, avaliando todos os fatores que interferem no desenvolvimento dessa criança, além ser um apoio para os pais, aponta a nutricionista.

Pensando na qualificação dos profissionais de nutrição para atender ao público infantil, Jamilla juntamente com a nutricionista Náquia Franco, promovem dia 21 de outubro, em Teresina, os cursos: Socorro, meu filho não come!, Lancheira saudável e Gastronomia Infantil. “A ideia do curso surgiu da necessidade de profissionais capacitados para atender o público infantil. Eu e a Náquia Franco já temos uma experiência com crianças e consideramos que esse público merece uma atenção especial, finaliza Ibiapina”.

WhatsApp Image 2017-10-05 at 14.33.41

Sem comentários

LEAVE A REPLY