Você sabe identificar uma fake news?

0
192
Imagem divulgação TRE Paraíba

Vivemos tempos de intolerância, desrespeito e inúmeras notícias falsas na internet, as temidas fake news. Vindo do inglês, o termo é usado para se referir as publicações não verídicas divulgadas na internet, o que se tornou atualmente, um dos maiores problemas nos meios digitais.

Devido às inúmeras fontes de informação e o grande fluxo de dados que as pessoas recebem pela web diariamente, é fundamental que você fique atento às fake news que são disseminadas por aí. Antes de repassar qualquer informação, é preciso checar se a notícia é falsa ou verdadeira, para não espalhar dados que não procedem, podendo difamar alguém, ou mesmo causar pânico na sociedade com um fato não verídico.

Atualmente, por estarmos passando pelo período eleitoral, as fake news tendem a aumentar, pois a disputa pelo poder torna mais fácil ainda a concepção e publicação de informações falsas nas redes, com o objetivo de se autopromover ou mesmo, denegrir a imagem do outro.

No Brasil, o trabalho realizado pela Agência Lupa e pela agência A Pública valem ser acompanhados de perto, pois além de serem referências na checagem de fatos governamentais e discursos de figuras políticas, cabe a cada um de nós combater as notícias falsas espalhadas na internet.

A checagem das notícias também vem sendo objeto de pesquisas em diversas universidades, que elaboram projetos para identificar uma fake news. Roney Lira, doutorando em Ciências da Computação, faz parte de um grupo da USP – Universidade de São Paulo – que está desenvolvendo um projeto denominado “Detector de Fake News“, que busca identificar de acordo com algumas características se uma notícia é falsa ou verdadeira. Ainda em fase experimental, segundo o pesquisador, o projeto se torna fundamental, pois, à medida que o século 21 avança, as notícias vão sendo disseminadas em uma maior velocidade e quantidade, sendo maior o risco que uma fake news seja considerada verdadeira.

Confira algumas dicas para identificar este tipo de material e evitar seu compartilhamento.

CONSIDERE A FONTE: Investigar o site da notícia, sua missão e contato.

VERIFIQUE O AUTOR: Pesquise sobre o autor. Ele é confiável? Existe mesmo?

CONFIRA A DATA: Divulgar notícias antigas pode não ser relevante atualmente.

NÃO LEIA SÓ O TÍTULO: Títulos são criados para atrair cliques. Procure saber a história completa.

FONTES DE APOIO: Busque mais informações. Clique nos links de apoio.

PODE SER UMA PIADA: Verifique se a notícia pode ser uma sátira. Pesquise qual o perfil do site e autor.

CONSULTE ESPECIALISTAS: Pergunte a quem entende do assunto ou acesse sites especializados e confiáveis sobre o assunto.

Veja mais: Fake news, que enganaram o Brasil, com a youtuber Maíra Medeiros. 

Sem comentários

LEAVE A REPLY